VII Gala Porco D'Ouro marcada para 28 de junho em Alcobaça

Fecha de publicación: 18/06/2024
Fuente: AGROTEC
A Gala de Entrega dos Prémios Porco D’Ouro assinala a sua sétima edição no Mosteiro de Alcobaça e está agendada para o dia 28 de junho. Organizada pela Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS), em colaboração com a Câmara Municipal de Alcobaça, este é, por excelência, o evento que distingue a eficiência das empresas e a dedicação das equipas de recursos humanos das explorações suinícolas portuguesas.

O Mosteiro de Alcobaça será palco de mais uma grande noite para a Suinicultura portuguesa. Depois de Leiria (2016), Torres Vedras (2017), Mafra (2018), Porto de Mós (2019), Alpiarça (2022) e Santarém (2023), a Gala Porco D’Ouro acontece em 2024 num dos concelhos do país com maior implantação da atividade suinícola.
A tão aguardada Gala Porco D’Ouro está de regresso, no dia 28 de junho, premiando o que de melhor se faz no setor suinícola do nosso país, não só do ponto de vista da produtividade, mas também em áreas como o Bem-Estar Animal, Sanidade, Biossegurança, Sustentabilidade e Ambiente.
Ao todo serão 93 nomeados para 37 prémios, divididos por 3 critérios, entregues às explorações candidatas, que se distinguem em três escalões organizados segundo a dimensão do seu efetivo reprodutor.
Prémio Sustentabilidade em estreia
Além dos prémios à produtividade, serão entregues cinco prémios especiais. Um dos galardões mais importantes da noite é o “Prémio Especial Porco D’Ouro Ministério da Agricultura para a Sanidade, Bem-Estar Animal e Ambiente”, que será entregue pelo Ministro da Agricultura e Pescas, José Manuel Fernandes.
O “Prémio Ministério da Agricultura para a Sanidade, Bem-Estar Animal e Ambiente” distingue explorações com um bom desempenho em mais de 80 critérios relacionados com o espaço dos animais nas explorações, a gestão de efluentes ou os programas sanitários que bloqueiam a propagação de doenças animais como a Peste Suína Africana.
Pela primeira vez será entregue o “Prémio Sustentabilidade”, que pretende conhecer e premiar as práticas empresariais mais sustentáveis seja no âmbito da gestão dos recursos humanos, do desempenho ambiental, das relações comerciais, da alimentação animal ou da ética no trabalho com os animais. O galardão distingue projetos que se distingam pelo contributo para a melhoria da sustentabilidade da atividade.
Em destaque estarão também as raças autóctones, no concelho que é solar da raça suína autóctone mais ameaçada de extinção. A raça Malhado de Alcobaça tem um efetivo reprodutor de apenas 277 porcas, mas será a estrela da noite. Para além do jantar ter como prato principal a carne de Malhado de Alcobaça, haverá ainda o “Prémio Raças Autóctones” que distinguirá os produtores de Malhado de Alcobaça, Alentejano e Bísaro pelo seu papel em prol da promoção das raças autóctones.
Será ainda entregue o Prémio “Bem-Estar Animal FILPORC”, uma distinção às explorações mais bem pontuadas na auditoria de bem-estar animal feita por organismo certificador independente no ano 2023. Este é um galardão que decorre da implementação do selo de certificação de Bem-Estar Animal da Organização Interprofissional FILPORC que foi aprovado pelo Ministério da Agricultura em 2022, sendo a única rotulagem facultativa de bem-estar animal para a carne de porco reconhecida pelo Governo Português.
Não menos importante é o “Prémio Porco Diamante”, que vai distinguir a exploração que apresenta os melhores padrões de higiene, biossegurança e maneio.
Alcobaça é o concelho com mais nomeações
Ao todo são 59 explorações nomeadas, num total de 93 nomeações para os 37 prémios a concurso. 72% são provenientes da região de Lisboa e Vale do Tejo, 15% da região Centro, 9% do Alentejo, 2% do Norte e 2% do Algarve
Por distrito, é Leiria que lidera com 32% das nomeações, seguindo-se Santarém com 28%, Lisboa com 15% e Setúbal com 12%.
Já no que diz respeito aos concelhos, Alcobaça destaca-se com 13 nomeações, seguindo-se Leiria, Rio Maior, Caldas da Rainha e Montijo com 7 nomeações cada. Santarém (6), Torres Vedras (5), Lourinhã (4), Alenquer (3), Ourém (3) e Alter do Chão (3) completam o top-10.